Irmãos

Em meu nome e no da Mesa Administrativa, venho apresentar os melhores votos de um Santo Natal e um Ano Novo cheio de saúde e felicidade a todas as famílias.

É também tempo de reflectir sobre a evolução desta Santa Casa no ano que agora se completa. Se é certo que nos valores terrenos que normalmente regem a actividade empresarial, quase tudo se concretizou, temos consciência que a alegria , o entusiasmo e a euforia de atingir os objectivos orçamentados nos fez esquecer a verdadeira essência da Misericórdia: o Bem do Próximo. Menos atenção, menos simpatia, menor proximidade com os que mais nos pedem, menos Humanidade e, seguramente, menos Religiosidade nas nossas relações, foram sendo manifestados, pouco a pouco, numa dolorosa e sentida sequência de reclamações.

Peço desculpa a todos que infelizmente experimentaram estas alterações não premeditadas.  A Ordem Universal dos Valores que formatam o nosso Compromisso será imediatamente reposta e sensível.

Agradeço as vossas orações pedindo a Nossa Senhora da Misericórdia que nos acompanhe sempre e não permita que nos afastemos do Seu manto.

 

Santo Natal

e que Deus guarde a V. Exas.

 

O Provedor

João Pedro Gil